Iguatemi

Iguatemi

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Mais um momento vivido com amigos do Movimento Espírita


A semana que passou, mais precisamente do dia 11 a 16 de abril, estive em Teresina visitando filha, genro e netos, cuidando da saúde e realizando atividades pelo movimento espírita.

Dentro do propósito de contribuir com a divulgação da Doutrina Espírita, me propus a dedicar  a cada dois meses, parte do meu tempo em viagens para conhecer as casas espíritas do Piauí. 

Nesta Viagem, conheci o Centro Espírita A Caminho da Luz, onde na quarta-feira (12), realizei a palestra – Atitude de Amor. Uma casa de boas vibrações e corações fraternos.

Durante o sábado e domingo até o meio dia, participei da programação organizada pela Drª Kátia Marabuco, juntamente com Jorge André, como facilitadores de um curso de passe para os membros da AME/PI – Associação Médico-Espírita do Piauí, em Teresina.
Uma experiência gratificante.
O curso foi realizado na clínica da Drª Kátia para cerca de 25 participantes.

sexta-feira, 6 de abril de 2012

A Paixão de Cristo


Não foi a cruz, nem foram os cravos, nem os espinhos, nem as chuçadas, nem os bofetões, nem os apodos vis, nem os ditos acerbos, nem as humilhações, nem o ridículo que magoaram e compungiram o Filho de Deus, quando na Terra: foi amar sem ser amado; querer o bem sem ser compreendido; pregar a verdade sem ser acreditado, pugnar pela justiça sem ser atingido, e exemplificar sem ser imitado.

A paixão de Jesus-Cristo não se consumou no madeiro fincado no calvário: ela vem se consumando através do tempo, à face do mundo.

Os seus algozes não foram os esbirros romanos, que o conduziram ao suplicio; não foram tão pouco os filhos da populaça ignara, que ululavam às portas do palácio de Pilatos, exigindo sua condenação.

Os algozes de Jesus foram, no passado, e são no presente, os falsos profetas que, anunciando o reino dos céus, trataram e tratam de conquistar o reino do mundo.

Os algozes de Jesus foram, no passado, e são no presente, as autoridades venais, tiranas e desonestas que abusaram e abusam do poder, escorchando o povo, de quem se disseram e se dizem defensores.

Os algozes de Jesus foram, no passado, e são no presente, os hipócritas e charlatães  que desvirtuaram e desvirtuam as coisas boas e santas em proveito dos seus ignóbeis interesses, mistificando em nome do Senhor.

Os algozes de Jesus foram, no passado, e são no presente, os egoístas, os orgulhosos, os bajuladores, sensualistas, os adúlteros, os jogadores, os intemperantes, os embusteiros.

Todo esse séquito continua, hoje como ontem, a crucificar aquele que é o símbolo do amor, da justiça, da verdade, e cuja doutrina é o código da moral mais pura e elevada que imaginar se possa.

Do Livro – Nas Pegadas do Mestre - Vinicius

domingo, 1 de abril de 2012

Dia da Mentira e do Mentiroso


1º de abril é o Dia da Mentira e, consequentemente, o Dia do Mentiroso. Até acho que deveria ser o dia da brincadeira, pois, nesse dia, as pessoas aproveitam para se divertir contando mentiras "inocentes".

Na verdade, quem já não contou uma mentira na vida? Quantas vezes fomos pegos de surpresa tendo que justificar uma ação e lançamos mão de uma "mentirinha inocente" com a única finalidade de nos proteger. Mas, como a mentira tem pernas curtas, dizem, se não formos leais conosco mesmo, podemos cair no artifício de com uma mentira, querer consertar a outra. O que pode nos levar a ser tachados de mentirosos.

Portanto, libere sua criatividade e sinta-se a vontade para contar mentiras neste dia dedicado à mentira. Muitas mentiras vão rolar e, tão bem contadas, que parecerão verdadeiras. Portanto, fique atento a tudo que ouve e não fique chateado se não for levado a sério. Sorria, hoje é o Dia da Mentira!